Aguarde. Carregando informações.
Alagoas

Oitenta mil estudantes devem ser beneficiados pelo programa de alfabetização do Governo de AL

Oitenta mil estudantes devem ser beneficiados pelo programa de alfabetização do Governo de AL

(Imagem: Valdir Rocha)

O Governo do Estado, por meio da Secretaria de Estado da Educação (Seduc), lança, no próximo dia 17, o Programa de Alfabetização em Regime de Colaboração (PARC) Criança Alfabetizada, que beneficia 80 mil estudantes alagoanos. Evento acontece a partir das 9h, no Centro de Convenções, em Jaraguá, com a presença dos 102 municípios. Durante a cerimônia, governo e prefeituras assinarão termo de adesão ao programa pactuando metas para o biênio 2020/21.

Na ocasião, também será apresentado o Programa Vem que dá Tempo, que estimula a retomada dos estudos para as pessoas que estão afastadas da escola.

O programa - O PARC Criança Alfabetizada integra o programa Escola 10 e é mais um passo para o fortalecimento do Sistema Estadual de Educação, visando novos avanços para qualidade do ensino público no estado.  Este ano, Estado e Municípios farão uma pactuação  de metas de alfabetização de crianças na idade certa (até os sete anos de idade).

O programa oferecerá assessoria técnica, monitoramento, material de apoio e formações para gestores escolares, coordenadores pedagógicos, articuladores de ensino e professores das redes municipais e estadual que atendem crianças dos 1º e 2º anos do Ensino Fundamental. Também avaliará os estudantes e oferecerá premiação para escolas.

Tudo isto atuando em regime de colaboração, com o apoio da Associação dos Municípios Alagoanos (AMA) e União dos Dirigentes Municipais de Educação (Undime) e apoio técnico da Associação Bem Comum, Instituto Natura e a Fundação Lemann.

“Assim como no passado Estado e Município pactuaram metas do Índice de Desenvolvimento da Educação Básica, o IDEB, este ano pactuaremos metas de alfabetização. A ideia é fazer com que as crianças desenvolvam a competência da leitura na idade certa e, para, isto, promoveremos formação de professores, entrega de kits de material didático e aplicação de duas avaliações”, conta a secretária executiva da Educação, Laura Souza.

 

*Redação Alagoas Alerta com Assessoria