Aguarde. Carregando informações.
MENU

Quinta-Feira, 21 de outubro de 2021

Alagoas

Renan Filho anuncia inauguração do Centro de Inovação do Polo Tecnológico para o dia 21 deste mês

Renan Filho anuncia inauguração do Centro de Inovação do Polo Tecnológico para o dia 21 deste mês

(Imagem: Márcio Ferreira)

O governador Renan Filho (MDB) anunciou nesta quarta-feira (13), por meio das redes sociais, que no próximo dia 21 deste mês vai inaugurar o Centro de Inovação do Polo Tecnológico (CIPT). Segundo ele, trata-se do maior investimento feito nessa área em Alagoas, que está entre os Estados que mais investem dinheiro público em C&T no país.


“O bom desenvolvimento de um estado e melhoria da qualidade de vida da população também se faz investindo em ciência e tecnologia. Por isso, Alagoas é o 2º estado que mais investe em C&T do Brasil”, postou o chefe do Executivo Estadual em seu perfil pessoal no Instagram.


O Governo de Alagoas, por meio dos órgãos que fomentam essas áreas - a Secretaria da Ciência, da Tecnologia e da Inovação (Secti) e a Fundação de Amparo à Pesquisa (Fapeal) - tem investido fortemente em C&T, aumentando a competitividade, estimulando o desenvolvimento e posicionado Alagoas entre os Estados que mais investem dinheiro público em C&T no país.


“No dia 21 deste mês, vamos inaugurar o maior investimento dessa área: o Centro de Inovação do Polo Tecnológico (CIPT). Foram R$ 18 milhões investidos em um ambiente pensado para fortalecer as empresas locais e atrair novos empreendimentos de base tecnológica”, postou o governador na rede social. VEJA VÍDEO.


Um dos maiores investimentos do setor público, nessa área, está concentrado no CIPT, localizado no bairro do Jaraguá. O empreendimento tem o compromisso de promover o empreendedorismo e a inovação; é um ambiente para fortalecimento das empresas locais e atração de novos empreendimentos de base tecnológica voltadas para o desenvolvimento de soluções em tecnologia dos setores públicos, privados, universidades e centros de pesquisa. Atualmente, abriga 17 empresas de base tecnológica – incluindo uma multinacional espanhola – além de parceiros como o Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (Senai/AL) e a Fundação Universitária de Desenvolvimento de Extensão e Pesquisa (Fundepes).

 

*Redação Alagoas Alerta