Aguarde. Carregando informações.
MENU

Quarta-Feira, 20 de junho de 2018 | TEMPO: PARCIALMENTE NUBLADO

Alagoas

Justiça libera área para construção do Hospital Metropolitano

Justiça libera área para construção do Hospital Metropolitano

(Imagem: Thiago Henrique)

O Poder Judiciário de Alagoas autorizou, na última sexta-feira (9), a desocupação de área no bairro do Tabuleiro dos Martins, em Maceió, para a construção do Hospital Metropolitano. O equipamento é o maior investimento em saúde da história de Alagoas, orçado em mais de R$ 64,5 milhões, com recursos provenientes do Fundo Estadual de Combate e Erradicação da Pobreza (Fecoep) e de emendas parlamentares.

A área corresponde a um terço do terreno do hospital e abrigará praça de alimentação, vestiário, farmácia, refeitório, central de gases, oficina e necrotério. De acordo com a sentença do Judiciário, a previsão é de que as desocupações tenham início a partir do dia 21 deste mês.

Ascom/Sesau

 

Segundo o secretário de Estado da Infraestrutura, Humberto Carvalho, a Seinfra está à disposição dos moradores e comerciantes para orientá-los no que for preciso.

"Buscamos resolver a situação de forma pacífica, sem recorrermos à reintegração de posse, indenizando cada um dos 46 moradores e comerciantes da área. Toda nossa equipe de Gerenciamento de Crise e Assistência Social estará disponível para esclarecer dúvidas e orientar a todos", destacou.

O secretário informou, ainda, que o Estado de Alagoas repassou para a Justiça mais de R$ 2,3 milhões referentes ao pagamento das desapropriações. “A liberação das indenizações será por meio da Justiça, na cota que cada morador tem direito, de acordo com o laudo pericial realizado nos imóveis pela própria Justiça”, pontuou.

Hospital Metropolitano 

Quando estiver pronto, o Hospital Metropolitano desafogará o Hospital Geral do Estado (HGE), ofertando 180 leitos, sendo 20 de pediatria, 50 de clínica médica, 30 de cirurgia, 40 de obstetrícia, 10 de UTI adulto, 10 de UTI pediátrica, 10 de UTI neonatal e outros 10 de UCI neonatal. Além disso, um heliponto irá agilizar a transferência de pacientes em estado grave, evitando que eles sejam transportados em ambulâncias.

*Redação Alagoas Alerta com Agência Alagoas

Comentários