Aguarde. Carregando informações.
MENU

Sábado, 23 de março de 2019 | TEMPO: PARCIALMENTE NUBLADO

Justiça

Acusado de matar ex-esposa em cidade de AL afirma que cometeu o crime movido por 'fúria'

Acusado de matar ex-esposa em cidade de AL afirma que cometeu o crime movido por 'fúria'

(Imagem: Reprodução)

Durante julgamento, o homem acusado de matar a  ex-esposa Jaciara Nicácio dos Santos, na Lagoa do Pau, em Coruripe, disse nesta quinta-feira (14) , que no momento do assassinato, sentiu fúria e estrangulou a vítima depois de uma luta corporal.

"Eu lembro que a gente estava no chão, eu dei uma gravata nela, dominei ela com o machado. Quando vim perceber ela estava imóvel, não se mexia mais", relatou Alberdan de Souza Ferreira na presença do júri.

O crime ocorreu em 2017. Na avaliação do Ministério Público, Ferreira planejou o homicídio e o cometeu de forma fria, isto porque ele ainda cortou o pescoço de Jaciara. Ela já estava morta neste momento, e o corte quase provocou a degola do pescoço.

O réu está sendo acusado de homicídio doloso e ocultação de cadáver com as qualificadoras de motivo fútil, emprego de meio cruel, impossibilidade de defesa da vítima e feminicídio.

Durante depoimento, ele falou que matou Jaciara porque ela disse que iria embora com um homem e que não se responsabilizaria pelo que viesse a acontecer com a filha deles, mesmo se a criança fosse abusada sexualmente.

"Eu senti realmente um repúdio sobre aquelas palavras, como uma mãe estava falando aquelas palavras tão agressivas para um pai, que não seria responsável pelo ato. Minha filha poderia ser abusada sexualmente. Então, eu acho que isso é uma palavra muito forte, principalmente para um pai. Naquele momento eu senti que não poderia ser ela. Uma pessoa normal não faria aquilo. O diabo veio para o mundo para roubar, matar e destruir famílias. Ela estava sendo ameaçada pelo inimigo. Eu comecei a sentir fúria, ter raiva", relatou o acusado.

Ainda segundo o acusado, depois disso eles saíram do carro, teve luta corporal e ele estrangulou a vítima.

No início das investigações, Ferreira negou o crime, dizendo que esteve na casa de seu pai, saindo só de noite com a namorada. Mas o próprio pai dele desmentiu essa versão, levando Ferreira a confessar o assassinato.

"Esse processo é muito mais que um processo. É uma vida que se foi. Eu jamais imaginaria que você sentaria nesta cadeira e mentir como você mentiu descaradamente, que não teve a intenção de dizer que matou Jaciara", disse a promotora Hylza Paiva para o réu.

Relembre o caso

Jaciara tinha 31 anos quando foi morta. Depois do expediente de trabalho, no dia 30 de março de 2017, ela saiu para se encontrar o ex-marido e nunca mais voltou. O corpo dela foi encontrado três dias depois na Lagoa do Pau.

Imagens gravadas por câmeras de segurança mostram que a vítima entrou no carro de Ferreira antes de ser morta.

Segundo o MP, depois do crime, o acusado passou em casa e levou a namorada para comer churrasquinho em Coruripe.

Jaciara Nicácio dos Santos foi morta pelo ex-marido — Foto: Arquivo Pessoal

*Redação Alagoas Alerta com G1 AL

Comentários