Aguarde. Carregando informações.
MENU

Quarta-Feira, 18 de setembro de 2019 | TEMPO: PARCIALMENTE NUBLADO

Prevenção ao Suicídio #SetembroAmarelo

COLUNISTAS Olívia Tenório

Advogada e atual Secretária Adjunta da SEDETUR/AL

Prevenção ao Suicídio #SetembroAmarelo

Prevenção ao Suicídio #SetembroAmarelo

img-20190910-wa0146 (Imagem: Divulgação)

Em 10 de setembro temos o Dia Mundial de Prevenção ao Suicídio, desde 2003, o que justifica a escolha do mês para intensificar a pauta, voltando as atenções para o combate ao suicídio.

O #SetembroAmarelo foi criado em 2015, lembrando da necessidade de falar sobre as nossas emoções e de buscar ajuda quando consideramos necessário. Expressar nossos sentimentos, compartilhar e encontrar uma escuta qualificada (e profissional) são medidas que salvam muitas vidas.

E só podemos começar essa conversa quando compreendemos que a depressão é uma doença, não é coisa pequena e merece sim muita atenção, uma vez que incapacita as pessoas, causando muito sofrimento e solidão. Em último caso, também pode acabar em suicídio.

O próprio site da campanha (https://www.setembroamarelo.org.br/prevencao/) informa que o suicídio é um ato de comunicação. “Quem se mata, na realidade tenta se livrar da dor, do sofrimento, que de tão imenso, parece insuportável”, diz. Com ajuda, atenção e rompendo o tabu de falar sobre, levando esclarecimento e conscientização, podemos alcançar mudanças. Atualmente, 32 brasileiros se suicidam diariamente. Uma morte ocorre a cada 40 segundos no mundo, onde 1 milhão de pessoas se matam por ano.

E esses números podem ser muito maiores quando levamos em consideração a subnotificação. Os especialistas estimam que as tentativas superam o número de suicídios em até dez vezes. Em Alagoas, tivemos 172 casos de suicídio no ano de 2018. Em 2019 já foram registradas ao menos 90 mortes só até maio. O projeto Unidos Pela Vida aponta um aumento de 140% nas mortes por suicídio no estado.


Esse desfecho trágico pode ser evitado quando prestamos atenção naqueles que estão ao nosso redor. Começar a falar sobre os nossos sentimentos e a ouvir as emoções do outro são processos importantes para salvar vidas. Estamos inseridos em uma realidade muito acelerada: tudo está agitado, tem muita coisa acontecendo, recebemos muita informação, somos diariamente bombardeados com novos padrões de felicidade e perfeição. É muito difícil compreender que não somos perfeitos e não temos tudo o que nos é vendido de forma irreal como felicidade. Outro processo trabalhoso é administrar a insatisfação que isso causa, mas não estamos sozinhos.

Existem maneiras de encontrar ajuda para reduzir o nosso sofrimento e valorizar a vida: arranjar um tempo para cuidar de você, conversar com um amigo, relaxar, utilizar um aplicativo ou um serviço profissional. Reconhecendo essas necessidades e que há sofrimento e depressão no mundo inteiro, quando buscamos por “#ansiedade” ou “#depressão” dentro do Instagram, aparece na tela um alerta para obter ajuda, encaminhando o usuário para o atendimento em sua região. Expliquei a função detalhadamente na minha rede social, você pode conferir em: @oliviatenorio_


Se há quem trabalhe e lucre em cima de padrões irreais, comportamentos que adoecem e orientações que são perigosas, como o conselho impune de Carlinhos Maia, que fez pouco caso do sofrimento de milhares de pessoas, desconsiderando, talvez até por falta de conhecimento, que os maiores números de suicídio são justamente entre os jovens de 15 a 24 anos, precisamos estabelecer do outro lado uma corrente do bem: orientar a preocupação com a saúde, neste caso em especial a saúde mental: a nossa e a dos outros.

É importante entender que nossas palavras muitas vezes são gatilhos para quem está sofrendo, e essa responsabilidade social, que é por muitos negligenciada, faz toda a diferença. Identificar o sofrimento, trabalhar com educação, conscientização e diálogo até alcançar a cura. Toda dor é por enquanto, lembre sempre que você não está sozinho.

Serviço
CVV
https://www.cvv.org.br/
Ligue: 188

Maceió/AL
Tel.: 188
Praça Cipriano Jucá - Mangabeiras, Maceió - AL, Brasil
Horário: 24 horas

Arapiraca/AL
Tel.: 188
Bela Vista, 1350 - Bairro Brasília
Horário: 15h às 19h30 diariamente

 

*Co-autoria: Beatriz Carvalho

Comentários