Aguarde. Carregando informações.
MENU

Sábado, 22 de setembro de 2018 | TEMPO: PARCIALMENTE NUBLADO

Aumento de Passagem: Pressão de JHC fez Rui Palmeira Recuar

COLUNISTAS Blog do Tinho

Aumento de Passagem: Pressão de JHC fez Rui Palmeira Recuar

Aumento de Passagem: Pressão de JHC fez Rui Palmeira Recuar

(Imagem: )

O Deputado Federal JHC, mais uma vez, saiu em defesa dos Maceioenses, e se posicionou contrário ao reajuste na tarifa de ônibus da capital.

Os empresários querem o aval do Prefeito Rui Palmeira para reajustar a passagem de ônibus, de R$ 3,50 para R$ 4,02. O que para JHC é uma afronta a População, “do ano de 2016 até agora, o acumulado de reajustes das tarifas chega a 30%, isso sem melhoria nos serviços”, afirmou o Deputado.

JHC mobilizou a população e às redes sociais para que as pessoas também se posicionassem sobre o aumento, o que surtiu efeito imediato.

Depois da pressão e da grande mobilização feita pelo Deputado, contra o Aumento Abusivo nas Passagens de ônibus em Maceió, hoje (12), durante entrevista, o Prefeito Rui Palmeira reconheceu os argumentos de JHC e Recuou quanto da possibilidade de reajustar a passagem para R$ 4,02.

Rui Palmeira reconheceu que o valor solicitado pelas empresas era “Elevado” e que "o Conselho Municipal de Trânsito é quem vai dizer o que é tecnicamente possível. Este valor de R$ 4,02 é o que os empresários pedem. Houve uma evasão de passageiros, mas vamos avaliar os argumentos dos empresários. Acredito que o pedido é elevado", alegou Rui Palmeira.

JHC lembrou que o problema nos transportes coletivos de Maceió é antigo e que a atual gestão fez promessas de melhorias, mas no presente a situação é até pior. O Deputado ainda prometeu continuar de olho e mobilizando contra o aumento das tarifas de ônibus.

“Venderam a suposta licitação como a solução para o transporte público em Maceió. Dois anos depois, assistimos as mesmas empresas que sempre operaram o serviço continuarem a fazê-lo, sem qualquer melhora notável e com duas diferenças: sumiço de linhas e aumento da passagem. A população não pode ficar parada. Nós não ficaremos”, enfatizou JHC.

Comentários