Aguarde. Carregando informações.
MENU

Quinta-Feira, 22 de outubro de 2020

Alagoas

AL: Ranking de Competitividade destaca avanço em Potencial de Mercado e Infraestrutura

AL: Ranking de Competitividade destaca avanço em Potencial de Mercado e Infraestrutura

(Imagem: Assessoria)

Além de conquistar o Prêmio Excelência em Competitividade na modalidade Boas Práticas pelo segundo ano consecutivo, desta vez com o Programa Escola 10, Alagoas avançou em quatro dos dez pilares temáticos que formam o Ranking de Competitividade dos Estados – Infraestrutura, Potencial de Mercado, Sustentabilidade Ambiental e Eficiência da Máquina Pública – e continuou a figurar com destaque em outros dois índices: Solidez Fiscal e Segurança Pública.

Considerada uma das principais ferramentas de avaliação da gestão pública no país, a iniciativa promovida desde 2011 pelo Centro de Liderança Pública (CLP) teve o resultado de sua 9ª edição divulgado na última quinta-feira (17). Na classificação geral, Alagoas está na 15ª posição, sendo o terceiro melhor colocado entre os nove estados da região Nordeste, atrás apenas do Ceará (10º) e da Paraíba (13º).

“Este ranking é fundamental para estruturar o planejamento dos estados, uma vez que elenca variáveis fundamentais para o desenvolvimento e para o crescimento da competitividade”, destacou o governador Renan Filho.

No Ranking, que analisa o desempenho das unidades da federação a partir de 69 indicadores – distribuídos nos dez pilares e formulados com números e dados extraídos de órgãos e fontes oficiais –, o Governo do Estado confirma os avanços promovidos pela atual gestão no tocante ao desenvolvimento econômico, eficiência nos serviços e promoção da justiça, da segurança e do bem-estar social para seus cidadãos.

Ao verificar a atuação alagoana por pilar, o primeiro destaque vai para as ações em Infraestrutura, que fizeram o estado conquistar seis posições e saltar do 14º para o 8º lugar. Entre os indicadores que compõem o segmento, Alagoas ocupa a primeira posição em todo o país no quesito Qualidade das Rodovias e apresenta melhoras expressivas em Acesso à Energia Elétrica e Custo da Energia Elétrica.

No pilar Potencial de Mercado, que avalia o tamanho do Produto Interno Bruto (PIB), a dinâmica de crescimento do PIB nos últimos quatro anos e o crescimento potencial da força de trabalho nos próximos dez anos, o estado saiu da lanterna e conquistou sete posições em relação a 2019. Entre os indicadores, o diferencial alagoano está na Taxa de Crescimento, com a conquista de 13 posições, situando-se agora em 12º lugar.

Já em Sustentabilidade Ambiental, Alagoas foi o estado que conquistou o maior número de posições e subiu da 20ª para a 15ª posição, principalmente em função dos indicadores Perda de Água e Emissão de CO2, em que se situou respectivamente no 4º e no 6º lugar.

Eficiência, segurança pública e solidez fiscal

“A criação de mecanismos de incentivos para a construção de um bom governo e a profissionalização e o desenvolvimento de canais institucionais para reforçar a meritocracia no interior da administração pública”. Assim é definido o pilar Eficiência da Máquina Pública, cujo desempenho alagoano fez o estado ganhar duas posições na tabela, figurando agora no 13º lugar. Ao observar os indicadores do pilar, Alagoas conquistou a 1ª posição no quesito Qualidade da Informação Contábil e Fiscal e destacou-se em Transparência, com um expressivo 7º lugar.

Os avanços na Segurança Pública em Alagoas também configuram um dos destaques do Governo do Estado, com resultados históricos inéditos e expressivos na redução de Crimes Violentos Letais e Intencionais (CVLI) e em diversas modalidades de roubo.

O pilar Segurança Pública é composto por nove indicadores, dentre os quais o estado se destaca por ocupar o 1º lugar em Qualidade da Informação de Criminalidade, 2º lugar no quesito Mortes a Esclarecer e a 4ª posição nos indicadores Morbidades no Trânsito e Segurança Patrimonial.

Neste caso, a avaliação merece uma ressalva: embora Alagoas tenha perdido duas posições em relação ao ano anterior, figurando agora no 14º lugar, a nota final subiu de 63 para 64,4 pontos. Ou seja, a Segurança Pública avançou, mas não ganhou posições no ranking porque outros estados também melhoraram a performance no comparativo com 2019.

Por fim, manter as contas públicas em ordem é condição essencial para o desenvolvimento. Uma das marcas de gestão do Governo de Alagoas é a organização robusta das finanças. Por isso, não é à toa que o Estado figura em 6º lugar no pilar Solidez Fiscal, em mais um índice de relevo no balanço final das estatísticas.

*Redação Alagoas Alerta com Agência Alagoas