Aguarde. Carregando informações.
MENU

Quarta-Feira, 30 de setembro de 2020

Alagoas

Governo do Estado dá inicio a Mutirão de Cirurgias em bairro de Maceió e visa reduzir fila de espera para cirurgias

Triagem continua até domingo (8); meta da Secretaria de Saúde é atender cinco mil pacientes em Maceió e no interior de Alagoas

Governo do Estado dá inicio a Mutirão de Cirurgias em bairro de Maceió e visa reduzir fila de espera para cirurgias

(Imagem: Reprodução)

Organizado para diminuir a fila de espera para cirurgias em Maceió e interior de Alagoas, a Secretaria de Estado de Saúde (Sesau) iniciou, nesta quinta-feira (5), o Programa Mutirão de Cirurgias no bairro Benedito Bentes. Denominada de "Cidade da Saúde", uma arena foi montada próximo da Escola Estadual Marcos Antônio Silva, no Benedito Bentes I, para receber o público e realizar uma triagem dos pacientes para procedimentos cirúrgicos de hérnias do tipo umbilical, inguinal e epigástrica, histerectomia (para casos de mioma) e colocistecmomia (pedra na vesícula). A triagem acontece até domingo (8).

No primeiro dia dos atendimentos alusivos ao Mutirão de Cirurgias, o governador Renan Filho e o secretário de Estado da Saúde, Alexandre Ayres, acompanharam os procedimentos, tratando do tema diretamente com a população. "Este é o maior programa de realização de cirurgias da história de Alagoas, e atenderá as pessoas que residem em Maceió, bem como no interior de nosso estado", destacou o governador.

Já o secretário Alexandre Ayres explicou que o paciente passará por avaliações médicas e deixará o local com a cirurgia devidamente agendada e com os exames pré-operatórios já realizados."Montamos uma estrutura para que os exames, a exemplo de ultrassom, raio x e coletas de sangue, fossem realizados ainda no local, na 'Cidade da Saúde', com o principal objetivo de agilizar os processos de marcações de cirurgias de hérnias do tipo umbilical, inguinal e epigástrica, histerectomia, em casos de mioma e retirada de pedra na vesícula. É uma iniciativa muito importante para atender cinco mil pessoas, tanto em Maceió como em pacientes no interior de Alagoas", contextualizou o secretário.

Alexandre Ayres assegurou que todo o apoio no pós-operatório será assegurado pela Secretaria de Estado da Saúde. "Todos os remédios necessários e apoio hospitalar estão garantidos", complementou.

Pacientes – Presente ao mutirão, a moradora do Benedito Bentes, de 51 anos, Lúcia Ferreira de Menezes, ficou feliz em sair do local com sua cirurgia devidamente agendada. Ela foi a primeira a realizar todos os procedimentos por meio do Mutirão de Cirurgias.

"Irei realizar a minha cirurgia para retirada de pedras na vesícula no Hospital da Mulher, já no dia 10 deste mês. Estou otimista e feliz por, finalmente, tratar dessa condição de forma segura. Há mais de três anos,eu estava aguardando uma oportunidade e não tinha condições financeiras de passar por esse processo. Quando ouvi falar do Mutirão de Cirurgias, tratei de me organizar para conseguir mais este objetivo, que é cuidar da minha saúde", explicou a moradora.

Damião Silva, 54 anos, que também reside no Benedito Bentes, compareceu na "Cidade da Saúde" e avaliou que o Mutirão de Cirurgias chegou como esperança para tratar as hérnias que o incomodam já há tempos. "Farei os exames e a cirurgia. Após retirar essas hérnias, que sempre foram complicadores, espero ganhar qualidade de vida", ressaltou.

Já para Maria de Lourdes, de 50 anos, que mora no Conjunto Salvador Lyra, no Tabuleiro do Martins, o mutirão atende a uma necessidade urgente da população. "Vim para o mutirão para conseguir uma histerectomia. A quantidade de pessoas que compareceu reforça a importância desse esforço. Espero que iniciativas como essa se tornem rotina", declarou.

Segundo Geonice Peixoto, assessora técnica da Sesau, a estrutura conta com uma equipe de 75 profissionais, entre médicos, enfermeiros, técnicos de enfermagem e apoio administrativo.

"Inicialmente programada até o sábado, a triagem no Benedito Bentes será estendida até o domingo para atender a demanda. Com o devido agendamento, as mulheres serão encaminhadas para realizar a cirurgia no Hospital da Mulher, recentemente inaugurado pelo Governo de Alagoas, e os homens nos hospitais contratualizados pela Sesau", finalizou.

*Redação Alagoas Alerta com Agência Alagoas