Aguarde. Carregando informações.
MENU

Quarta-Feira, 28 de fevereiro de 2024

Educação

Escola estadual de Alagoas conquista quarto lugar em Jornada de Foguetes no Rio de Janeiro

Escola estadual de Alagoas conquista quarto lugar em Jornada de Foguetes no Rio de Janeiro

(Imagem: Cortesia)

A Escola Estadual Francisco Domingues, de Limoeiro de Anadia, ficou em quarto lugar na 44a Jornada Brasileira de Foguetes. O evento, que aconteceu de 18 a 21 de setembro no município de Barra do Piraí, Rio de Janeiro, reuniu as equipes com os melhores desempenhos na edição 2023 da Mostra Brasileira de Foguetes (Mobfog).

A equipe é composta pelos estudantes Glória Stefhanie Florêncio, Henrique Antônio Lima e Larissa Gabriele da Silva e viajou acompanhada pelo professor Fabrício Silva e pelo diretor Rafael Vieira. O convite para participar da Jornada de Foguetes surgiu a partir do excelente desempenho da escola nas últimas edições da Olimpíada Brasileira de Astronomia e Astronáutica (OBA) e Mobfog, onde conquistou 79 medalhas, das quais 53 ouros, 14 pratas e 12 bronzes. Destas, 77 foram na Mostra de Foguetes e 2 na OBA

“Alcançamos um lançamento de 271 metros e essa conquista representa a coroação de um trabalho que vem sendo desenvolvido desde 2015. E que mostra que os espaços científicos podem e devem ser ocupados por nossos estudantes desde a Educação Básica. Queremos inspirar mais alunos da rede estadual a também participarem das olimpíadas científicas, em especial na Mostra Brasileira de Foguetes”, destaca o diretor Rafael Vieira.

A unidade de ensino, por sinal, tem se destacado tanto na OBA como na Mobfog desde 2015 e esta não é a primeira vez que representa Alagoas na Jornada de Foguetes. E com a implantação do Projeto Chiquinho Olímpico, fortaleceu seu desempenho em outras olimpíadas de conhecimento, a exemplo das de Matemática, Geografia, Cartografia, Física, dentre outras.

“Esta conquista me trouxe muita alegria. Sinto-me muito orgulhosa por ter implementado essa olimpíada na escola e de ver resultados tão significativos para nossa comunidade escolar”, diz a professora de física Micaelly Miranda.

*Redação Alagoas Alerta com Agência Alagoas