Aguarde. Carregando informações.
MENU

Sexta-Feira, 27 de novembro de 2020

Eleições

JHC fala sobre o dia da Consciência Negra e propõe políticas de igualdade racial

JHC fala sobre o dia da Consciência Negra e propõe políticas de igualdade racial

(Imagem: Reprodução)

Em Maceió, brancos recebem 47% a mais que negros por mês de trabalho, mas a desigualdade econômica é só uma parcela do abismo que divide os grupos sociais. No dia da Consciência Negra, JHC encontrou grupo de capoeiristas e conversou sobre políticas de igualdade racial. Ele vai criar os Núcleos de Promoção da Igualdade Racial, destinados a acolher demandas sociais, culturais, educacionais e raciais da população negra.

“Hoje é dia da consciência negra, dia de Zumbi dos Palmares, ele é o maior símbolo da resistência as injustiças e ao preconceito racial de Alagoas e do Brasil. Se Zumbi vivesse hoje, provavelmente a luta dele seria numa grota. Quem mora lá sabe bem o que é resistência, a saúde quase não chega, creche sequer existe e saneamento básico é um sonho distante”, afirmou JHC.

Outras propostas do candidato do PSB são a criação do Núcleo de Referência e Valorização da Cultura Afro-Alagoana e o fomento de uma política de fortalecimento de manifestações culturais de grupos afro. As principais manifestações culturais e a identidade do município têm na herança afro-maceioense e afro-alagoana um conteúdo étnico, indenitário e cultural de extrema relevância e valor simbólico.

“Entre os 10% mais pobres da população de Maceió, 86% são pretos ou pardos. 95,4% das mulheres negras residentes em Maceió têm pré-natal insuficiente, sendo a maior taxa entre as capitais brasileiras. Não podemos aceitar esses indicadores, vamos fazer a mudança que a capital precisa, pensando numa política inclusiva, capaz de reduzir desigualdades”, explicou JHC.

JHC sempre se comprometeu com iniciativas capazes de ampliar a igualdade racial. Enquanto deputado federal, enviou recursos para o “Vamos Subir a Serra”, um evento para mostrar a cultura, as tradições e os costumes da população negra. Ele firmou o compromisso há três anos e, até 2020, seu mandato contribuiu com R$ 700 mil em emendas parlamentares. É o único parlamentar que deu apoio financeiro.

*Redação Alagoas Alerta com Assessoria