Aguarde. Carregando informações.
MENU

Sexta-Feira, 12 de julho de 2024

Esportes

Alan Lima vê evolução e aponta desafios para elevar a base do CSA

Alan Lima vê evolução e aponta desafios para elevar a base do CSA

(Imagem: Morgana Oliveira/ASCOM CSA)

Diretor de futebol das categorias de base do CSA, Alan Lima falou sobre o trabalho que vem sendo desenvolvido para elevar o potencial da garotada e, assim, gerar receitas para o clube nos próximos anos.

No entanto, Alan afirma que o trabalho é para médio e longo prazo. Ele falou sobre as perspectivas que tem para chegar ao objetivo principal.

- Nós temos grandes desafios a serem superados. Eu digo que temos quatro pilares que movem esse desafio. Um é a estrutura física, que já conseguimos a grande vitória de irmos para o CT, mas ainda temos a dificuldade do alojamento. O CSA ainda não está com o seu hotel concluído e isso nos limita muito o trabalhar com atletas locais. Temos a dificuldade de trazer atletas de fora, ainda estamos alojando entre 12 e 14 atletas em apartamentos alugados, casas alugadas, e damos condições para alojar poucos atletas - disse, em entrevista do Timaço da Gazeta, acrescentando:

- Outro desafio é a parte financeira. O CSA ainda não tem um orçamento definido para as categorias de base. Então sabemos das dificuldades que tivemos nesse ano e no ano passado com o rebaixamento do time e tudo isso reflete na base. A partir do momento que tivermos um orçamento definido, isso vai facilitar muito o planejamento de competições durante o ano e de estrutura também.

Alan Lima destaca desafios que CSA tem para evoluir nas categorias de base — Foto: Arquivo pessoal

Alan Lima destaca desafios que CSA tem para evoluir nas categorias de base — Foto: Arquivo pessoal

O dirigente azulino também apontou a necessidade de um trabalho entre os departamentos amador e profissional do CSA.

- O terceiro ponto é ter um departamento de futebol com esse olhar pra base. A base não pode ser tratada com uma peça separada do clube. A base está integrada dentro do clube e está integrada ao departamento de futebol. Esses garotos precisam ser oportunizados, precisam estar sendo vistos... Não podem ser solução para um elenco, mas precisam estar jogando e, de maneira gradativa, você ir aproveitando porque isso aí pode ser, com certeza, o maior ativo do clube.

Jogadores do CSA comemoram o título alagoano sub-20 de 2023 — Foto: Morgana Oliveira/ASCOM CSA

Jogadores do CSA comemoram o título alagoano sub-20 de 2023 — Foto: Morgana Oliveira/ASCOM CSA

Alan ainda apontou o grande desafio, mas mostrou confiança para transformar o CSA num clube com chancela de formador.

- E o quarto pilar é ser um clube formador. Estamos caminhando pra isso com estrutura física e você conseguindo dar suporte psicológico, de saúde, dentário, escola, hoje temos parceria com escola que tem bolsas para alguns jogadores, sendo um clube formador, com certeza, a base estará sendo blindada para evitar que outros clubes cheguem aqui e arranquem atletas.

- Hoje, temos um respeito muito grande, nesses dois anos, por vários clubes do Brasil, e conseguimos, de certa forma, blindar esses atletas, mas muito na parceria, no diálogo, De maneira oficial, só sendo clube formador pra deixar 100% de ativos para o CSA. Mas já foram muitas vitórias nestes dois anos e eu creio que os resultados serão colhidos ao longo do tempo.

*GE/AL