Aguarde. Carregando informações.
MENU

Quinta-Feira, 09 de abril de 2020

Esportes

Como foi e como está: compare as campanhas do CRB no início de 2019 e 2020

Como foi e como está: compare as campanhas do CRB no início de 2019 e 2020

(Imagem: Gustavo Aleixo/Cruzeiro)

A paralisação do futebol causou uma quebra de expectativa no torcedor regatiano, que aguardava ansiosamente o jogo de volta contra o Cruzeiro pela Copa do Brasil. Mais de oito mil ingressos já tinham sido vendidos.

A vitória diante do Confiança, com o time reserva, mostrou que a fase do Galo era realmente boa. A equipe do GloboEsporte.com analisou o início de temporada do clube em 2019 e em 2020 e fez a comparação.

Temporada 2019

O Galo ficou dez partidas sem perder, entre Alagoano, Copa do Brasil e Nordestão. Mas, entre essas competições, só venceu pelo estadual. O empate perseguiu o CRB no começo da temporada de 2019.

A primeira derrota veio no clássico contra o ASA. O rival saiu com os três pontos ao vencer o Galo por 1 a 0. Nesse período, o técnico regatiano era Roberto Fernandes, que deixou o clube em 7 de abril.

Roberto Fernandes era o técnico do CRB no início do ano passado — Foto: Ailton Cruz/Gazeta de Alagoas

Roberto Fernandes era o técnico do CRB no início do ano passado — Foto: Ailton Cruz/Gazeta de Alagoas

Governo coronavírus

A defesa regatiana era o ponto forte do time. Em três meses de competições, o Galo foi derrotado somente em duas oportunidades: para o ASA, pelo Alagoano, e Náutico, pelo Nordestão.

Os cinco empates seguidos na Copa do Nordeste irritaram o torcedor. A primeira vitória veio somente na sexta rodada, contra o Confiança. No geral, foram sete jogos, seis empates e uma vitória. Nas oitavas, foi eliminado pelo Santa Cruz nos pênaltis.

O time base do Galo no início de 2019 era: Edson Mardden; Júnior, Wellington Carvalho, Guilherme Mattis e Igor; Claudinei, Ferrugem e Felipe Menezes; William Barbio, Victor Rangel e Maílson.

A fase de grupos do Alagoano foi disputada até o mês de março. A trajetória do CRB foi boa: sete vitórias, um empate e uma derrota. No clássico, contra o CSA, o placar não saiu do 0 a 0.

Na Copa do Brasil, mais empates. O Galo passou da primeira fase ao empatar, fora de casa, contra o Brasiliense. No jogo seguinte, o adversário foi o Goiás. Nos pênaltis, o Galo eliminou o clube esmeraldino.

No total, o terceiro mês do ano foi regular em termos de resultados. Em 19 partidas, o Galo perdeu somente duas, venceu oito e empatou outras nove.

Temporada 2020

A temporada atual está suspensa por tempo indeterminado por causa da pandemia de coronavírus. Mas, até metade de março, o CRB ainda atuava.

A equipe comandada por Marcelo Cabo vem evoluindo e agradando a torcida. O principal feito, até aqui, foi vencer o Cruzeiro, em pleno Mineirão, por 2 a 0, e deixar a classificação para a próxima fase da Copa do Brasil bem encaminhada.

Rafael Longuine se destacou no CRB em 2020 — Foto: Ailton Cruz/Gazeta de Alagoas

Rafael Longuine se destacou no CRB em 2020 — Foto: Ailton Cruz/Gazeta de Alagoas

Pelo Alagoano, foram cinco jogos: uma derrota, um empate e três vitórias. Com destaque para os 4 a 0 diante do ASA.

No Nordestão, o time regatiano se mantém vivo. Apesar das três derrotas, dois empates e duas vitórias, o Galo conquistou três pontos diante do Confiança, fora de casa, e tem chances de classificação.

A equipe de Sergipe tinha a melhor campanha da competição e jogava com o apoio de seus torcedores. Cabo optou pelo time reserva e, ainda sim, saiu com a vitória de Aracaju.

CRB ainda tem chance de classificação na Copa do Nordeste — Foto: Ailton Cruz/Gazeta de Alagoas

CRB ainda tem chance de classificação na Copa do Nordeste — Foto: Ailton Cruz/Gazeta de Alagoas

Pela Copa do Brasil, o CRB despachou o Independente-PA na primeira fase. Depois, tirou o tradicional Paysandu da competição, na disputa por pênaltis. E, recentemente, venceu a primeira partida contra o Cruzeiro, por 2 a 0, no Mineirão.

A base do time do CRB em 2020 tem: Victor Souza; Lucas Mendes, Gum, Ewerton Páscoa e Igor; Claudinei, Carlos Jatobá e Longuine (Dudu); Erik, Luidy e Léo Gamalho.

Em resumo, o mês de março traz esperança para os regatianos em comparação com 2019. Em 15 jogos disputados, foram sete vitórias, quatro derrotas e quatro empates.

O CRB se mantém vivo nas principais competições que disputa e está próximo de bater um recorde dentro do clube: passar, pela primeira vez, da terceira fase da Copa do Brasil. Caso avance, o time alagoano vai eliminar nada menos que o maior campeão deste torneio.

*GE