Aguarde. Carregando informações.
MENU

Terça-Feira, 21 de agosto de 2018 | TEMPO: PARCIALMENTE NUBLADO

Esportes

Palmeiras vence Cerro Porteño com dois gols de Borja na Libertadores

Time alviverde ganhou por 2 a 0, em Assunção, com dois gols do atacante colombiano. Triunfo deixa Palmeiras perto da vaga nas quartas do torneio

Palmeiras vence Cerro Porteño com dois gols de Borja na Libertadores

(Imagem: FERNANDO RIVEROS/DIA ESPORTIVO/ESTADÃO CONTEÚDO )

O atacante Borja foi o grande nome do Palmeiras na grande vitória por 2 a 0 sobre o Cerro Porteño, nesta quinta-feira (9), no estádio General Pablo Dias, conhecido como La Nuova Olla, em Assunção, na primeira partida entre os times pelas oitavas de final da Copa Libetadores.

O colombiano fez os dois gols da equipe e garantiu um resultado que praticamente encaminha a vaga do time alviverde para a próxima etapa da principal competição continental.

O jogo da volta entre Palmeiras e Cerro Porteño será realizado no dia 30 de agosto, às 21h45, no Allianz Parque, em São Paulo. A equipe palmeirense pode até perder por um gol de diferença e mesmo assim estará classificada.

O jogo

A partida mal começou e o árbiro argentino Fernando Rapallini já mostrou o primeiro cartão amarelo. Com apenas 1 minuto, o meia palmeirense Moisés foi advertido depois de uma dividida com o paraguaio Cáceres.

O Cerro Porteño tentou pressionar a equipe brasileira nos primeiros minutos, mas sem levar perigo para o gol de Weverton, novo titular na gestão Luiz Felipe Scolari. Já o Palmeiras procurava suportar o ímpeto inicial dos donos da casa e encaixar um contra-ataque com Borja à frente.

A primeira jogada trabalhada pelo time alviverde no ataque ocorreu somente aos 10 minutos, quando a equipe trocou passes no meio de campo e Dudu lançou na área. Porém, a bola foi direto para as mãos do goleiro Antony Silva. 

Aos 13 minutos, Dudu dominou no meio e passou para Moisés. O meia ainda tinha espaço para avançar, mas preferiu arriscar de longe e chutou muito mal.

O Palmeiras teve uma boa descida ofensiva aos 20 minutos, quando Dudu partiu em velocidade pela esquerda.O atacante cruzou, mas a zaga do time paraguaio conseguiu interceptar e cedeu o escanteio para os brasileiros. Na cobrança, a defesa afastou o perigo de vez.

A primeira jogada de perigo do Cerro aconteceu aos 28 minutos. Rodrigo Rojas aproveitou um cruzamento da direita, matou no peito e bateu forte para o gol. Para a sorte do time alviverde, a bola subiu demais.

Aos 30, foi a vez do Palmeiras conseguir o primeiro arremate em direção ao gol adversário. Dudu pegou o rebote de uma dividida na entrada da área e chutou de primeira. mas, o goleiro Antony da Silva agarrou com segurança.

O jogo foi muito truncado primeira etapa, fraco tecnicamente e sem lances emocionantes.

Segundo tempo

Na volta do intervalo, o Palmeiras abriu o placar em uma cobrança de falta da esquerda logo no primeiro minuto. A bola foi alçada por Dudu, a zaga paraguaia desviou e o centroavante Borja completou para o gol: 1 a 0.

Aos 4 minutos, o Cerro teve uma falta na intermediária, mas a bola parou nas mãos do goleiro Weverton, que não teve dificuldades para defender.

O Cerro Porteño sentiu o gol. A equipe paraguaia passou a tentar cavar algumas faltas e também ficou mais violenta nos minutos seguintes ao gol palmeirense. Aos 8, Palau recebeu cartão amarelo por uma entrada dura em Dudu.

Logo depois, Os jogadores do Cerro pediram pênalti em um suposto toque de mão do palmeirense Mayke dentro da área, mas o árbitro estava muito próximo do lance e mandou a jogada prosseguir.

O duelo voltou a ficar muito truncado, cheio de disputas entre as duas intermediárias. A equipe da casa não conseguia pressionar o Palmeiras. Já o time brasileiro tratava de "cozinhar" o adversário para administrar a vantagem.

Mas o Palmeiras chegou ao segundo gol, aos 25 minutos, em uma arrancada que começou com Diogo Barbosa. O lateral entrou na área, bateu forte, o goleiro defendeu, mas Moisés ficou com o rebote e deu um grande passe para Borja. O centroavante tocou na saída de Antony da Silva.

O Cerro levou perigo em uma bola lançada na área do Palmeiras, aos 30 minutos. Óscar Ruiz chutou forte de perna esquerda, mas a bola subiu muito.

Aos 35, a bola foi jogada novamente na área palmeirense. Edu Dracena falhou, o lance sobrou para Benítez, que tentou o chute. Mas o zagueiro Antônio Carlos chegou rasgando e afastou o perigo.

O time paraguaio ainda tentou sufocar o Palmeiras para chegar ao primeiro gol e, quem sabe, buscar o empate. No entanto, a equipe alviverde administrou bem o jogo até o apito final.

*R7

Comentários