Aguarde. Carregando informações.
MENU

Quinta-Feira, 20 de fevereiro de 2020

Esportes

Presidente do Corinthians elogia time, torcida e evita criticar juiz: 'Vão falar que estou chorando'

Presidente do Corinthians elogia time, torcida e evita criticar juiz: 'Vão falar que estou chorando'

(Imagem: Marcos Ribolli)

O presidente do Corinthians, Andrés Sanchez, elogiou a postura da equipe e da torcida na eliminação na Libertadores da América. Na noite desta quarta-feira, em Itaquera, o Timão venceu o Guaraní, do Paraguai, por 2 a 1, mas caiu precocemente na competição sul-americana.

– Ano passado não chegamos entre os cinco (no Brasileirão) e ficamos nessa situação. O time está mudando a metodologia. Pouco tempo, poucos jogos, isso vai dificultando. Fizemos um grande jogo, mas, infelizmente, não conseguimos. Parabenizar a torcida que, mais uma vez, demonstrou o amor e paixão pelo Corinthians. Aplaudiu depois do jogo, só o corintiano faz isso – disse.

Sobre a polêmica arbitragem do argentino Néstor Pitana, o presidente do Timão evitou exagerar nas críticas. A principal reclamação foi a falta que originou o gol da classificação do time paraguaio.

– Teve a falta do Gil que não foi falta. O argentino, para variar, se confundiu na falta, o Gil nem encostou. Mas faz parte do futebol... Eu vi o lance. O Pedrinho escorregou e fez a falta, o árbitro entendeu que era amarelo. No segundo lance ele foi dar uma bicicleta, estava de costas, mas o atleta chegou na frente dele. Pelo critério, o juiz deu o cartão. Não vou ficar reclamando do juiz porque vão ficar falando que estou chorando – comentou Andrés.

O presidente corintiano ainda saiu em defesa do trabalho do técnico Tiago Nunes:

– Muito bom, excelente. Infelizmente o resultado não veio na pré-Libertadores, mas está muito bom.

Governo Novo 2020

Eliminado da Libertadores, o Corinthians volta a campo já no sábado, às 19h, para um clássico contra o São Paulo, no Morumbi, pela sexta rodada do Campeonato Paulista.

*GE