Aguarde. Carregando informações.
MENU

Domingo, 16 de dezembro de 2018 | TEMPO: PARCIALMENTE NUBLADO

Esportes

Sebastian Vettel reclama de intervenção do safety car na China

Tetracampeão buscava terceira vitória consecutiva mas bandeira amarela após incidente entre Gasly e Hartley mudou a história da corrida em Xangai e deu vantagem estratégica à RBR

Sebastian Vettel reclama de intervenção do safety car na China

(Imagem: Divulgação)

O que se desenhava para ser a terceira vitória consecutiva de Sebastian Vettel na temporada 2018 da Fórmula 1 acabou virando uma amarga oitava posição. Na corrida deste domingo na China, o alemão da Ferrari liderou antes do primeiro pit stop, acabou superado por Valtteri Bottas após um acerto estratégico da Mercedes, e lutava para retomar a ponta quando Pierre Gasly e Brendon Hartley, da STR, bateram na 29ª volta.

A direção de prova resolveu mandar o safety car à pista quando Bottas e Vettel já haviam completando a volta 30, enquanto a dupla da RBR, formada por Max Verstappen e Daniel Ricciardo foi chamada às pressas para uma troca de pneus. Com compostos macios e o pelotão reagrupado, os dois puderam partir para cima dos adversários e Verstappen causou uma colisão com Vettel, enquanto Ricciardo partiu para a vitória. Com uma queda de rendimento na Ferrari, o líder do Mundial só conseguiu salvar quatro pontos.

 
 
 
 
Verstappen e Vettel se tocam e ficam do ladro contrário da pista

Verstappen e Vettel se tocam e ficam do ladro contrário da pista

- Eu preciso entender por que o carro de segurança mudou a corrida. Em 2014, na Hungria, estávamos em uma situação semelhante, na qual os líderes estavam em desvantagem, porque o safety car veio depois de o líder passar pela entrada do pit. Eu entendo se algo acontece e você tem de reagir de imediato, então você não pode sempre respeitar onde os carros estão em relação aos outros. Mas tivemos duas voltas com destroços na pista, então por que não chamar o safety car por meio minuto mais cedo e então todo mundo tem a chance de decidir se quer ou não parar? - reclamou o alemão. 

 
 
 
 
Verstappen se desculpa com Vettel por lambança que estragou corrida do alemão

Verstappen se desculpa com Vettel por lambança que estragou corrida do alemão

Diretor de provas da Fórmula 1, Charlie Whiting defendeu a decisão de mandar o safety car somente duas voltas depois do incidente entre Gasly e Hartley:

- Eu não olho para ver quem será beneficiado ou desfavorecido. Há alguns anos atrás na Hungria, Nico (Rosberg) estava liderando, os primeiros quatro carros estavam logo após a entrada no boxe, e eles ficaram em desvantagem. Então, isso é bastante simples. Temos o carro de segurança há mais de 20 anos e sabemos que em toda intervenção haverá vencedores e perdedores. Se tivermos que nos sentar lá e descobrir quem será beneficiado e trabalhar para que todos tenham exatamente a mesma chance, não teremos tempo para isso. Não é nosso trabalho fazer isso.

*Globo Esporte

Comentários