Aguarde. Carregando informações.
MENU

Terça-Feira, 19 de março de 2019 | TEMPO: PARCIALMENTE NUBLADO

Farol Gospel

Pastor flagrado 'espiando' mulheres em banheiro público tenta se vitimizar

Ele fez um post em que exalta o silêncio como virtude dos fortes, se referindo ao tempo em que ficou sem se pronunciar

Pastor flagrado 'espiando' mulheres em banheiro público tenta se vitimizar

(Imagem: Reprodução)

O pastor Peterson William Fontes, que foi flagrado em Outubro desse ano, espiando mulheres em banheiros químicos de um parque na cidade de Brasilia, finalmente voltou a usar as redes sociais, dois meses após o caso.

Ele é bispo do Ministério Atraindo as Nações ao Altar de Deus, em Vicente Pires, no Distrito Federal. Além de espiar mulheres através de pequenas frestas que ele mesmo abria com o uso de uma serra, uma faca e um maçarico, Peterson foi acusado de tentar forçar a porta de um dos banheiros com uma mulher dentro.

Desde que o caso aconteceu, o pastor se ausentou das redes sociais e passou a ser monitorado por uma tornozeleira eletrônica.

Não se sabe se ele ainda segue com agendas ministeriais, mas em sua postagem, varias pessoas comentaram sentir falta dele e de suas postagens na web

No post, Peterson escreveu; “O silêncio é a arma dos fortes”, uma frase típica de quem se considera vitima de alguém ou alguma situação.

Print do post do pastor Peterson

Print do post do pastor Peterson

Relembre o caso:

Pastor preso por espiar mulheres em banheiros químicos, vai usar tornozeleira eletrônica

O pastor Peterson William Fontes, de 41 anos, detido no último domingo (14), após testemunhas denunciarem que ele estava abrindo furos nos banheiros químicos de um parque na cidade de Brasília, já está em liberdade.

Ele é bispo do Ministério Atraindo as Nações ao Altar de Deus, em Vicente Pires, no Distrito Federal. Além de espiar mulheres através de pequenas frestas que ele mesmo abria com o uso de uma serra, uma faca e um maçarico, Peterson está sendo acusado de tentar forçar a porta de um dos banheiros com uma mulher dentro.

O TJDF [Tribunal de Justiça do Distrito Federal] determinou que o pastor fosse posto em liberdade e que passe a ser monitorado através de uma tornozeleira eletrônica, pelo prazo de  90 dias.

Peterson William Fontes, também está impedido de sair do Distrito Federal sem autorização judicial.

*O Fuxico Gospel

Comentários