Aguarde. Carregando informações.
Interior

Arapiraca investe no atendimento humanizado à pessoa com deficiência

Arapiraca investe no atendimento humanizado à pessoa com deficiência

(Imagem: Magno Almeida/Ascom Arapiraca)

A Prefeitura de Arapiraca, através da Secretaria Municipal de Saúde, tem se preocupado em sempre fornecer um atendimento humanizado à população. Neste mês da pessoa com deficiência, uma vasta programação foi montada para discutir ações voltadas para o público.

Nesta quinta-feira, por exemplo, o Centro de Medicina Física e Reabilitação de Arapiraca (Cemfra), que tem a frente o arapiraquense Marcos Fontes, realizou um curso de capacitação sobre atenção ao usuário ostomizado, que foi oferecido pelo município aos enfermeiros e técnicos de enfermagem.

Outra ação importante realizada pelo Cemfra nesta quinta-feira, foi a entrega de cadeiras de rodas motorizadas, moletas, andadores e bengalas, equipamentos importantes para garantir qualidade de vida para a população com deficiência.

De acordo com o coordenador do Cemfra, psicólogo Gilberto Júnior, depois de onze anos, o local voltou a realizar esse tipo de distribuição gratuita.

“Os pacientes já saíram daqui com suas cadeiras de rodas motorizadas, gerando mais mobilidade. Ouvimos um relato de um paciente nosso que estava há 20 anos empurrando sua cadeira de rodas e a partir de agora não precisará mais fazer tanto esforço, por causa da distribuição dos novos equipamentos”, disse ele.

A ação contribui para a consolidação da principal premissa do prefeito Luciano Barbosa, que constantemente fala que a prefeitura trabalha para todos, mas, sobretudo, para os que mais precisam.


CER 4
Atualmente, o Cemfra atua como Centro de Reabilitação 2, com atendimentos voltados para deficiência física e intelectual, mas em breve os serviços ofertados no local serão ampliados.

É que a gestão está viabilizando a habilitação do Cemfra para se tornar um Centro de Reabilitação 4, incluindo o atendimento aos deficientes visuais e auditivos.

De acordo com a coordenadora da Atenção Especializada à Saúde e Rede de Urgência e Emergência, enfermeira Edna Veríssimo, o processo está em trâmite junto à 2ª Macrorregião, cuja referência é em Arapiraca, e Ministério da Saúde.

*Ascom