Aguarde. Carregando informações.
Interior

Peixamento da Codevasf repovoa rio São Francisco durante festa de Bom Jesus em Penedo

Peixamento da Codevasf repovoa rio São Francisco durante festa de Bom Jesus em Penedo

(Imagem: Assessoria)

Cerca de 50 mil peixes juvenis das espécies nativas Curimatã-pacu, piau-verdadeiro, mandi-amarelo e cari-amarelo foram inseridos, na sexta-feira (10), pela Companhia de Desenvolvimento dos Vales do São Francisco e do Parnaíba (Codevasf) em trechos do rio São Francisco como parte da programação da tradicional Festa de Bom Jesus dos Navegantes de Penedo (AL). Esse é o primeiro peixamento realizado pela Codevasf em 2020 em Alagoas e contou com a parceria da Prefeitura Municipal de Penedo e da Colônia de Pescadores Z-12.

Segundo Vinícius Dias Filho, chefe do Centro Integrado de Aquicultura e Recursos Pesqueiros da Codevasf em Porto Real do Colégio (AL), unidade responsável pela produção de espécies nativas, diferente dos anos anteriores, em que o transporte dos animais ocorria por meio de uma balsa, esse ano o peixamento foi realizado em pequenas embarcações conduzidas pelos próprios pescadores.

"O peixamento na festa de Bom Jesus dos Navegantes de 2020 foi realizado de forma diferente com o objetivo de aumentar a eficiência da ação. Foram utilizadas quatro embarcações para a realização da soltura dos juvenis de peixes que estavam em embalagens plásticas. Os peixes foram soltos em quatro pontos selecionados devido a suas características que proporcionam segurança contra a predação e a disponibilidade de alimento" explicou Dias Filho.

O repovoamento foi acompanhado por pescadores artesanais, pela população e por técnicos da Codevasf e da Prefeitura de Penedo que atuam nas áreas de meio ambiente, aquicultura e pesca.

Um dele é o pescador João dos Santos, que há 45 anos retirar a renda da família da pesca no rio São Francisco. "Amo pescar e vou me aposentar como pescador. Vivo da pesca. Os peixamentos realizados pela Codevasf ajudam bastante, nós, pescadores, pois traz o pescado de volta. Acredito que ações como essa melhorarão a pesca na região", comemorou.

Para o superintendente regional em exercício da Codevasf em Alagoas, Ricardo Lisboa, essas ações de repovoamento do rio São Francisco durante a Festa de Bom Jesus dos Navegantes de Penedo já é uma tradição e busca unir a celebração religiosa e cultural a um momento de educação ambiental.

Governo Novo 2020

"Durante as celebrações para Bom Jesus dos Navegantes, a cidade está bastante cheia de visitantes e nativas que se integram à festa. Tanto Codevasf, como a Prefeitura de Penedo e a Colônia de Pescadores identificam na festa um espaço para trabalhar a educação ambiental sobre o repovoamento do rio com espécies nativas e acerca de como cada um pode contribuir para que essas espécies se desenvolvam após o peixamento", afirmou Lisboa.

Os peixamentos realizados pela Codevasf integram as ações de revitalização da bacia hidrográfica do rio São Francisco e tem como objetivo aumentar a quantidade e variabilidade de espécies nativas.

As espécies nativas utilizadas nos repovoamento realizados em trechos do rio São Francisco e em sues afluentes em Alagoas são produzidas no Centro Integrado de Aquicultura e Recursos Pesqueiros, mantido pela Codevasf no município de Porto Real do Colégio (AL). A unidade realiza ações de pesquisa científica e tecnológica e de produção para subsidiar a recomposição da ictiofauna da bacia hidrográfica.

*Redação Alagoas Alerta com Assessoria