Aguarde. Carregando informações.
MENU

Terça-Feira, 13 de novembro de 2018 | TEMPO: PARCIALMENTE NUBLADO

Maceió

Orla de Maceió receberá banheiros públicos em sete módulos; obra irá custar R$ 410 mil

Orla de Maceió receberá banheiros públicos em sete módulos; obra irá custar R$ 410 mil

(Imagem: Reprodução/Internet)

A orla de Maceió terá banheiros em sete módulos com unidades masculino e feminino, projetados para pessoas com deficiência e terão revestimento de madeira de reflorestamento e a cor remeterá ao azul do mar. O anúncio foi feito durante a audiência pública sobre o apoio ao projeto de infraestrutura turística – urbanização da orla de Maceió, com a instalação de banheiro no local. A audiência aconteceu na terça (16), na Associação Comercial. A Federação do Comércio do Estado de Alagoas (Fecomércio AL) atendeu ao convite da Secretaria Municipal de Turismo (Semtur) e participou da audiência.

O modelo elaborado pela equipe de arquitetura da Semtur prevê a instalação de 7 módulos. Cada um deles contará com dois banheiros completos, contendo sanitários, pias, chuveiros na parte externa e adaptação ao uso.

De acordo com a arquiteta responsável pelo projeto, Samira Costa, outra preocupação na elaboração do projeto foi a de evitar o vandalismo. “Internamente, os banheiros contarão com equipamentos antivandalismo. As bancadas, as cubas e os vasos sanitários serão feitos de aço e não poderão ser arrancados. Isso garantirá uma maior vida útil”, explicou. Os banheiros serão fixados em pontos estratégicos da orla, com uma distância de 1 km em média, de um para o outro.

A abertura da audiência foi feita pelo secretário Jair Galvão fez a abertura e ressaltou que a infraestrutura turística é importante para o crescimento da cidade. Segundo ele, o custo da obra será de R$ 410 mil e execução será realizada com verba federal.

Para a assessora da Fecomércio, Cláudia Pessôa, esse resultado garante um ganho para o setor. “A implantação de banheiros na orla de Maceió vem a suprir uma necessidade do usuário da praia, alagoano ou turista, que tornará a praia ainda mais competitiva e agradável”, afirmou.

O Ministério Público Federal também participou da audiência e vai acompanhar todo o processo. “Temos uma ação civil pública ajuizada já com sentença, que proíbe novas intervenções na orla, permitindo somente o que for essencial e de interesse público. Por isso, o MPE está acompanhando o projeto”, assegurou a procuradora Niedja Kaspary.

Representantes de ambulantes e comerciantes da orla também estiveram presentes na apresentação do projeto.

*Redação Alagoas Alerta com Fecomércio/AL

Comentários