Aguarde. Carregando informações.
MENU

Quarta-Feira, 24 de fevereiro de 2021

Polícia

Alunos do Curso de Formação de Praças iniciam estágio na Orla de Maceió

Alunos do Curso de Formação de Praças iniciam estágio na Orla de Maceió

(Imagem: Reprodução )

Os alunos do Curso de Formação de Praças (CFP) iniciaram um estágio de policiamento ostensivo, durante a manhã deste sábado (20), na Orla de Maceió.
 
Com o objetivo de qualificar o aprendizado dos futuros soldados, o exercício é fundamental para que eles possam adquirir conhecimento, experiência e retirar dúvidas sobre como se comportar nas mais diversas situações em que um militar possa se deparar, estando de serviço. Antes de embarcarem, os alunos receberam instruções e puderam participar de uma revisão de técnicas de abordagem.
 
Divididos em patrulhas, sempre com a supervisão de um militar graduado, aproximadamente 60 aprendizes reforçaram o policiamento dos bairros da Ponta Verde e Jatiúca, proporcionando uma maior sensação de segurança para quem transitava pela região.
 
Para Thiago Costa, integrante do CFP, este primeiro contato com a sociedade é extremamente importante para sua formação.
 
“É gratificante colocar em prática nosso conhecimento adquirido em sala de instrução. O acompanhamento dos instrutores nos permite tirar dúvidas relativas à abordagem, posicionamento, conduta de patrulha, entre outras situações. Precisamos estar atentos e conscientes daquilo que estamos fazendo, pois sabendo da responsabilidade que carregamos ao vestir essa farda”, relatou o aluno.
 
Atento ao que está sendo desenvolvido nas unidades de ensino, o comandante-geral da PM, coronel Wellington Bittencourt, frisou a necessidade de proporcionar ao aluno algo o mais próximo possível da realidade do que é ser um policial militar.
 
“O estágio nos permite complementar as matérias teóricas, os levando a prática para se familiarizar com as atividades fins em que eles serão empregados. Juntamente com o CPC, estamos planejando instruções para que estes futuros soldados possam se deparar com as mais diversas situações a respeito do policiamento ostensivo que ocorre nas ruas”, explicou Bittencourt.
 
*Redação Alagoas Alerta com Assessoria