Aguarde. Carregando informações.
MENU

Domingo, 27 de maio de 2018 | TEMPO: PARCIALMENTE NUBLADO

Polícia

Tenente-coronel diz que mensagens racistas enviadas a delegado são 'fakes'

Rocha Lima se defendeu do episódio envolvendo seu nome

Tenente-coronel diz que mensagens racistas enviadas a delegado são 'fakes'

(Imagem: Reprodução)

O tenente-coronel Rocha Lima, comandante do Batalhão de Policiamento de Eventos (BPE) - suspeito de ser o autor das ofensas racistas dirigidas ao delegado Leonardo Assumpção, coordenador da Central de Flagrantes, - defendeu-se dizendo que as mensagens são montagens e "fakes".

Durante entrevista a uma emissora de rádio local, o tenente disse ter ficado muito chateado quando tomou ciência do caso e classificou como "muito sério" o ocorrido que envolve seu nome. 

Assim que soube do fato, Rocha Lima alega que se dirigiu à Secretaria de Segurança Pública (SSP) e informou o acontecido ao comandante-geral da PM, coronel Marcos Sampaio. Em seguida, ele teria se dirigido ao secretário Executivo de Políticas de Segurança Pública, Manoel Acácio, deixando o celular à disposição para que fossem apurados os fatos.

O tenente-coronel quer que o caso seja esclarecido e que considera preconceito algo muito sério. Além de colocar que seu inimigo está fora e não dentro da polícia. 

Foram designados, nesta terça-feira (15),  pelo delegado-geral Paulo Cerqueira, os delegados Fabrício Nascimento e Marcos Lins para apurarem as circunstâncias da gravação que contém ofensas de conteúdo racista contra o delegado Leonardo Assumpção.

O Sindicato dos Delegados de Polícia de Alagoas (Sindepol) e a Associação dos Delegados de Polícia (Adepol) encaminharam um ofício à Polícia Civil exigindo uma apuração rígida do acontecimento. 
 
*Redação Alagoas Alerta

Comentários