Aguarde. Carregando informações.
MENU

Sábado, 24 de agosto de 2019 | TEMPO: PARCIALMENTE NUBLADO

Sessão Gospel

Cantor evangélico é acusado de preconceito religioso; Saiba mais

Cantor evangélico é acusado de preconceito religioso; Saiba mais

(Imagem: Reprodução)

O cantor Xanddy, marido de Carla Perez, está sendo acusado de preconceito religioso por uma atriz que é adepta de uma religião de matriz africana. O artista, evangélico, é vocalista do grupo de axé Harmonia do Samba.

A acusação partiu da atriz Luana Xavier, neta de Chica Xavier, ex-funcionária da TV Globo. Nas redes sociais, ela compartilhou um vídeo de um show do Harmonia do Samba em que Xanddy não pronunciou uma frase da música Raiz de Todo Bem.

No Instagram, Luana afirmou que Xanddy, por ser evangélico, cortou a frase “do canto candomblé” da música. Revoltada, ela criticou a mudança: “Um desrespeito sem tamanho. Se por questões religiosas, morais ou seja lá o que for, ele não pode pronunciar a palavra ‘candomblé’, então deveria tirar essa música do repertório. Simples assim”.

“Mas Luana, você foi se divertir em um show e já voltou problematizando? Sim!”, continuou a atriz. “E sabe por quê? Porque durante anos o candomblé foi uma religião proibida de ser exercida. Toques de candomblé eram caso de polícia. E para tristeza do povo de axé, voltamos a essa era das trevas, onde muitos terreiros estão sendo invadidos por fundamentalistas religiosos”, emendou.

Ao final de sua publicação em tom de patrulha, ela disse: “E ao cantor Xanddy, fica aqui o meu apelo… apelo de alguém que sempre admirou o trabalho dele: respeite o nosso sagrado!”.

Defesa

A cantora Anitta saiu em defesa de Xanddy com um testemunho de seu respeito pela diversidade religiosa: “Todo mundo sabe que sou do batuque e está lá Xandão cantando na minha casa todo ano. Deu esse abraço gostoso aí em meu guia do candomblé e a festa seguiu com gente de todo tipo: amigo da igreja, do axé, família da mamãe católica”, comentou, de acordo com informações do portal Terra.

A funkeira revelou ainda que uma de suas músicas favoritas na atualidade é a faixa Me Ajude a Melhorar, do cantor gospel Eli Soares. “Enquanto escrevo isso para você coincidentemente escuto a música ‘Me ajude a melhorar’ do Eli Soares, que é uma das minhas favoritas principalmente quando quero rezar. Povo tem é que parar de criar problema com tudo e cuidar da natureza que seguem destruindo enquanto pregam na internet. Quando acabar a natureza não vai ter oxigênio nem para cristão, nem para católico, nem umbanda, nem candomblé, nem mais nada”, opinou.

O próprio artista se pronunciou sobre a polêmica, e lamentou a forma agressiva com que foi tratado por Luana Xavier: “Fui acusado e exposto e exposto na internet, onde pessoas que não me conhecem intimamente, estão, infelizmente, reduzindo o meu caráter de forma irresponsável e tóxica”.

“Eu respeito e amo o ser humano seja ele católico, espírita, umbandista, candomblecista, judeus, budistas, evangélico… Acima de tudo procuro respeitar a história, particularidade e trajetória de todos, aprendendo a cada dia. Muitas vezes, encontro nas incontáveis viagens que faço pessoas das religiões de matrizes africanas (principalmente na minha terra, na Bahia) e quase sempre, recebo um abraço gostoso, que vem acompanhado de palavras doces e, obviamente, tento corresponder à altura. Eu sou assim, gosto de ser assim. Quem me conhece sabe”, defendeu-se.

“De qualquer forma, peço perdão se ofendi alguém. Do fundo do meu coração, acreditem, não houve intenção de machucá-los. Que Deus abençoe a todos!”, concluiu o cantor baiano.

  • Redação Alagoas Alerta com gospel+

Comentários