Aguarde. Carregando informações.
MENU

Segunda-Feira, 16 de julho de 2018 | TEMPO: PARCIALMENTE NUBLADO

Nesta segunda-feira (09) o deputado federal, Marx Beltrão, apresentou aos prefeitos alagoanos os avanços à frente da pasta do Turismo, na sede da Associação dos Municípios Alagoanos (AMA). Em Alagoas, o Ministério do Turismo tem atualmente investimento de R$ 757 milhões em obras espalhadas por todo o estado. Marx reafirmou o desejo de disputar cargo para o senado federal e reforçou o compromisso com os pleitos do estado ao retornar a Câmara Federal.

O deputado federal Maurício Quintella também apresentou as ações da pasta no comando do Ministério dos Transportes, Portos e Aviação Civil. O encontro foi mediado pelo presidente da entidade Hugo Wanderley, prefeito de Cacimbinhas. “Momento muito importante, pois os dois horaram o estado de Alagoas, mesmo diante da crise e fizeram um trabalho exitoso para todos os municípios alagoanos. Ganho histórico em infraestrutura e turismo. A parceria entre os governos federal e estadual fortalece as ações nos municípios”, afirma Hugo Wanderley.

Na explanação, o deputado federal Marx, apresentou dados relevantes no ano de 2017, mais de mil obras foram entregues, no valor total de mais de R$ 580 milhões. Apenas para Alagoas, o Ministério do Turismo tem atualmente uma cartela de investimento de R$ 757 milhões em obras espalhadas por todo o estado. O crescimento do estado no Mapa do Turismo, com 67 cidades com vocação turísticas, distribuídas em sete regiões.

“Deixo a pasta com missão cumprida em 18 meses. Obras de infraestrutura turística melhores e assim atrair visitantes, investimentos hoteleiros e consequentemente geração de empregos. Ações importantes do Plano Brasil mais Turismo, entre as ações já implementadas está a concessão de visto eletrônico, qualificação profissional e tantas outras demandas do setor”, explica Marx.

Na solenidade, Marx reforçou o compromisso com os prefeitos na luta pelos pleitos nas mais diversas pastas para municipalidade no retorno a Câmara federal.

*Redação Alagoas Alerta com Assessoria 

Comentários