Aguarde. Carregando informações.
Maceió

Secretaria de Segurança Cidadã de Maceió realiza demolição de barracos esvaziados no Vergel do Lago

Secretaria de Segurança Cidadã de Maceió realiza demolição de barracos esvaziados no Vergel do Lago

(Imagem: Ascom Semsc)

A Secretaria Municipal de Segurança Cidadã (Semsc), através da Coordenação de Demolição dos Barracos na Orla Lagunar, tem prestado auxílio e orientação aos moradores que ainda possuem barracos montados nas áreas em torno do Parque da Lagoa, no Vergel do Lago.

As famílias sorteadas, e que estão recebendo a chave do seu novo apartamento no Parque da Lagoa, foram recebidas no estande da Semsc, localizado ao lado dos novos prédios. No local, elas recebem as orientações necessárias quanto ao recolhimento dos pertences pessoais, móveis ou objetos que ainda poderiam estar no barraco. Durante a ação, as demolições dos barracos esvaziados e desocupados foram agendadas.

O secretário de Segurança Cidadã, Eduardo Marinho, explica que a fase de orientação durou duas semanas e que os antigos proprietários receberam todas as informações necessárias para que a operação fosse exitosa. “Nossas equipes acompanharam as famílias contempladas durante todo o processo. Já estamos em fase de demolição dos barracos aptos para isso. Esse é um novo capítulo para os moradores do Vergel e as moradias insalubres representam um passado que não devemos voltar a ver”, comemora o secretário.

QUALIDADE DE VIDA

Jarlene da Silva, marisqueira e contemplada com um dos apartamentos do Parque da Lagoa, disse que é um alívio poder sair da situação em que ficou com a família por tantos anos. “Hoje eu estou sentindo uma alegria imensa, emoção, são muitos sentimentos. Isso porque agora eu posso dar uma qualidade de vida melhor para as minhas três filhas. Só sabe como era nossa situação, quem morava dentro da Sururu de Capote”, relembra a marisqueira.

Rose Marinho também é marisqueira e vive com os três filhos há 10 anos no Vergel. “A vida aqui antes era um sofrimento. Aqui molhava tudo, corria o risco da gente perder tudo, como eu já perdi. Antes as pessoas me viam como coitadinha, mas agora eu tenho um endereço e uma correspondência. Estou muito feliz por esse momento!”, comemorou.

*Secom Maceió