Aguarde. Carregando informações.
MENU

Quarta-Feira, 08 de dezembro de 2021

Maceió

Arsal cancela faturas emitidas pela BRK para usuários atingidos por desabastecimento de água

Arsal cancela faturas emitidas pela BRK para usuários atingidos por desabastecimento de água

(Imagem: Reprodução )

O colegiado da Agência Reguladora de Serviços Públicos do Estado de Alagoas (Arsal) decidiu nesta quarta-feira (24) pelo cancelamento das faturas das unidades consumidoras afetadas diretamente pelo desabastecimento de água decorrente do rompimento da adutora do Sistema Aviação. A decisão será publicada na edição desta quinta (25) do Diário Oficial do Estado (DOE). Serão suspensos os pagamentos a partir do ciclo de outubro/21 até a normalização do serviço.

 

O desabastecimento afetou parcialmente a região atendida pelo Sistema Aviação. Já os conjuntos Santa Maria, Aprígio Vilela e Eustáquio Gomes tiveram impacto direto com a paralisação e estão há mais de 30 dias, ininterruptos, com deficiência no abastecimento de água.

 

Além do cancelamento das faturas, a Arsal também determinou à concessionária, enquanto a solução definitiva não se concretizar, o reforço das medidas emergenciais, além do aumento no fornecimento de carros-pipas e caixas d’águas comunitárias, bem como o abastecimento prioritário das residências com moradores idosos e portadores de necessidades especiais. Também foi solicitado o mapeamento do fornecimento, com dia, horário e local, além da ampla divulgação do calendário.

 

A Arsal esclarece que os consumidores que já efetuaram o pagamento de qualquer período citado deverão ser ressarcidos pela BRK Ambiental. A determinação visa minimizar os transtornos sofridos pelos consumidores. A agência reguladora ressalta, ainda, que a BRK Ambiental continuará realizando a leitura dos hidrômetros na região afetada, a fim de registrar o consumo de cada ciclo, para que não ocorra acúmulo de consumo, quando o abastecimento de água for normalizado.

 

A solução definitiva do abastecimento de água está em andamento e as medidas para dar celeridade à obra estão sendo acompanhadas e fiscalizadas pela agência reguladora.

 

*Redação Alagoas Alerta com Assessoria