Aguarde. Carregando informações.
Esportes

Mais rico do mundo, Barcelona supera Real Madrid e é primeiro clube a faturar € 840 milhões

Mais rico do mundo, Barcelona supera Real Madrid e é primeiro clube a faturar € 840 milhões

(Imagem: Reuters)

A consultoria inglesa “Deloitte” divulgou, na noite desta segunda-feira, o “Football Money League”, estudo anual sobre o faturamento dos clubes mais ricos do mundo. A principal novidade está no topo. Pela primeira vez em 23 edições do relatório, o Barcelona aparece na liderança da lista. E com uma marca inédita. O time catalão alcançou a receita de € 840,8 milhões (R$ 3,8 bilhões na cotação atual) em receitas.

O período de análise é a temporada 2018/19, encerrada no final de junho do ano passado. O Barça, que curiosamente trocou de técnico nesta segunda, superou o rival Real Madrid, líder no estudo anterior. O Manchester United, primeiro há três anos, completa o pódio (veja os 20 primeiros na imagem abaixo).

As 20 maiores receitas do futebol mundial — Foto: Deloitte

As 20 maiores receitas do futebol mundial — Foto: Deloitte

O estudo avalia três tipos de receitas: matchday (ingressos para a temporada e bilheteria); direitos de transmissão (incluindo participações em ligas, copas e competições europeias); e comercial (marketing, patrocínios e outros). Portanto, valores obtidos com transferências de jogadores não entram na conta.

Veja alguns destaques:

  • A diferença do faturamento Barcelona para o Real Madrid (€ 83,5 milhões, ou R$ 385 milhões) é a maior entre primeiro e segundo colocados na história do estudo.

  • O top-20 superou em € 1 bi o recorde de receita combinada da história: € 9,3 bilhões (R$ 42,9 bilhões)

  • PSG atingiu o top-5 pela primeira vez desde 2015 e é quem mais fatura com acordos comerciais (57% da receita)

  • Os direitos de transmissão permanecem como a maior fonte de renda dos clubes em geral, com 44%, seguido de 40% de comercial e 16% de matchday.

  • Tottenham é o clube mais rico de Londres pela primeira vez desde 1996/1997.

  • Rival dos Spurs, o Arsenal caiu para a 11ª posição, sua pior colocação desde 2000/01. A ausência na Liga dos Campeões pesa.

  • Quem voltou ao Top-10 foi a Juventus, ajudada pela primeira temporada de Cristiano Ronaldo no clube.

  • Lyon (17º) e Napoli (20) retornam ao Top-20. Os franceses não apareciam desde 2011/12, e os italianos voltam depois de um ano fora.

  • Milan, por sua vez, sai do Top-20 e é o 21º. Era o 18º no ano passado.

  • Top-20 tem oito ingleses (cinco no Top-10), quatro italianos, três alemães, três espanhóis e dois franceses.

  • Dos 30 clubes analisados, apenas Ajax (23º), Benfica (24º), Zenit (28º) e Porto (29º) não são das cinco maiores ligas – Inglaterra, Espanha, Itália, Alemanha e França.

*GE