Aguarde. Carregando informações.
Internacional

Comitê se opõe a boicotar os Jogos Olímpicos de inverno de Pequim em 2022

Comitê se opõe a boicotar os Jogos Olímpicos de inverno de Pequim em 2022

(Imagem: Reprodução )

O Comitê Olímpico e Paralímpico dos Estados Unidos (USOPC) reafirmou nesta quarta-feira (7) que não pretende boicotar os Jogos Olímpicos de Inverno de Pequim-2022, na China.

Os boicotes "mostraram ter consequências negativas para os atletas, já que não respondem satisfatoriamente aos problemas internacionais", disse Susanne Lyons, presidente do USOPC

"Para nossos jogadores, seu único sonho é representar os Estados Unidos e nós os apoiamos", acrescentou Lyons. "Não achamos que os jovens atletas do Team USA devam ser usados politicamente".

Pouco depois, a porta-voz da Casa Branca, Jen Psaki, ressaltou que os Estados Unidos não estão em negociações para boicotar os Jogos Olímpicos de Inverno de Pequim 2022 com seus aliados.

"Não tivemos discussões e não estamos discutindo nenhum boicote com aliados e parceiros", garantiu.

Os Jogos de Inverno de Pequim-2022 estão previstos para começar em 4 de fevereiro do ano que vem, seis meses depois dos Jogos de Verão de Tóquio-2020, que foi adiado para julho e agosto de 2021 devido à pandemia.

A China enfrenta pressões internacionais em diversas questões, entre elas o que os observadores dos direitos afirmam ser a prisão em massa e doutrinação de mais de um milhão de uigures e outras pessoas, em sua maioria muçulmanas, na região de Xinjiang.
 

A superpotência asiática denunciou os apelos ao boicote e nega o genocídio dos uigures, alegando que fornece formação profissional às minorias para reduzir o atrativo do extremismo islâmico.

*Redação Alagoas Alerta com G1