Aguarde. Carregando informações.
Política

Novo diretor-geral da Polícia Federal pretende trocar responsável por combate à corrupção

Novo diretor-geral da Polícia Federal pretende trocar responsável por combate à corrupção

(Imagem: Reprodução )

O novo diretor-geral da Polícia Federal (PF), Paulo Maiurino, planeja trocar o comando da Diretoria de Investigação e Combate ao Crime Organizado, a mais importante na hierarquia da PF. Segundo fontes ouvidas pela TV Globo, o delegado Luis Flavio Zampronha deverá ser escolhido para ocupar o cargo.

Maiurino foi anunciado para o cargo de diretor-geral da PF nesta terça-feira (6), menos de 12 horas após a posse do novo ministro da Justiça, Anderson Torres. Está prevista para esta quarta-feira (7) às 14h30 uma reunião em que participarão Torres, Maiurino e o antecessor, Rolando de Souza, para fazer a transição na gestão da PF. A reunião será no Ministério da Justiça.

Zampronha e Maiurino se conhecem há muito tempo e atuaram juntos nas investigações dos mensalões mineiro e do PT.

Sob o comando da Diretoria de Investigação e Combate ao Crime Organizado está o Serviço de Inquéritos Especiais, grupo de delegados da PF que investiga políticos alvos de inquéritos no Supremo Tribunal Federal (STF) e no Superior Tribunal de Justiça (STJ).

Zampronha, atualmente, preside o inquérito da operação Spoofing, que investiga a invasão de celulares de autoridades por hackers.

Paulo Maiurino

 
 

Segundo perfil na página de Paulo Maiurino em uma rede social, o novo diretor-geral da PF trabalha como assessor especial de Segurança Institucional do Conselho da Justiça Federal (CJF) e atuou até setembro do ano passado como secretário de Segurança do Supremo Tribunal Federal (STF).

 

Maiurino também atuou no governo estadual de São Paulo como subsecretário de Segurança Pública (2018) e secretário de Esportes (2016-2018).

Ainda, segundo o perfil, o novo diretor-geral da PF é delegado desde 1998, chefiou a Interpol no Brasil (2009-2010), trabalhou como assessor de Relações Internacionais da Polícia Federal (2008-2009) e chefiou os departamentos de Organização e Métodos da Diretoria de Administração e Logística da PF; Planejamento e Controle; e a delegacia da PF no Chuí (RS). Ele é o terceiro diretor-geral da PF desde o início do governo.

*Redação Alagoas Alerta com G1