Aguarde. Carregando informações.
MENU

Segunda-Feira, 14 de junho de 2021

Política

Relator da CPI da Covid afirma que algumas testemunhas passarão a ser investigadas

Relator da CPI da Covid afirma que algumas testemunhas passarão a ser investigadas

(Imagem: Reprodução )

O relator da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Covid, senador Renan Calheiros (MDB-AL), afirmou nesta sexta-feira (11) que a comissão vai “evoluir” de fase e mudar a condição de testemunhas para a de investigados de algumas pessoas que já prestaram depoimento. O relator, no entanto, não indicou quem deve ser atingido com a mudança de condição.

A comissão de inquérito investiga ações e omissões do governo federal no enfrentamento à pandemia. Até o momento, doze testemunhas já foram ouvidas na CPI, entre elas o atual ministro da saúde, Marcelo Queiroga, e os ex-ministros da pasta Nelson Teich e Luiz Henrique Mandetta.

“Eu queria aproveitar a oportunidade para comunicar que nós estamos ultimando estudos para evoluir de fase na investigação. A partir de agora, nós vamos, com relação a algumas pessoas que por aqui já passaram, tirá-las da condição de testemunha e colocá-las definitivamente na condição de investigadas”, afirmou Renan Calheiros.

A medida, segundo ele, serve para demonstrar “a fase seguinte do aprofundamento da nossa investigação”.

“Nós precisamos saber o que aconteceu e o que poderia ter sido feito diferentemente para diminuir o número de vidas perdidas. Porque esta CPI tem feito a sua parte, cumprido o seu papel, mas do ponto de vista do que é sua obrigação, que é dissuadir, inibir os fatos, ela não tem conseguido atingir o seu objetivo”, afirmou o relator.

A declaração foi feita após Renan criticar posicionamentos recentes do presidente Jair Bolsonaro, entre eles, o fim da obrigatoriedade do uso de máscaras de proteção por vacinados e pessoas que já tiveram Covid-19.

*Redação Alagoas Alerta com G1