Aguarde. Carregando informações.
MENU

Terça-Feira, 18 de fevereiro de 2020

Tecnologia

Confira aqui oito sites para vender fotos online e ganhar dinheiro

Confira aqui oito sites para vender fotos online e ganhar dinheiro

(Imagem: Reprodução)

Vender fotos online é possível por meio de sites especializados que, além de monetizarem as imagens, também funcionam como um recurso para divulgação do trabalho do fotógrafo. Diversos bancos de imagens, como Adobe e Shutterstock, permitem a venda e compra de imagens. Ao ter uma foto comprada, você recebe uma porcentagem do valor (royalties). O processo funciona da seguinte forma: a cada compra, o cliente adquire uma licença para baixar e utilizar a sua foto, e toda vez que isso acontece, você recebe o percentual.

É possível ainda aumentar as suas vendas comercializando uma mesma imagem em diferentes sites e mais de uma vez. Outra vantagem é que pessoas de qualquer parte do mundo podem adquirir seu material, já que esses sites funcionam em diversos países. Então, se você já é profissional ou se está começando no ramo da fotografia, essa pode ser uma boa oportunidade de mostrar seu talento e construir um portfólio, além de ganhar um dinheiro extra.

 
Banco de imagens são as melhores opções para começar a vender fotos na internet — Foto: Foto: Adriano Hamaguchi/TechTudo

Banco de imagens são as melhores opções para começar a vender fotos na internet — Foto: Foto: Adriano Hamaguchi/TechTudo

 

Dicas úteis para vender fotos na internet

Embora não seja obrigatório ser um fotógrafo profissional, é necessário considerar que as fotos tenham alta resolução e atendam a requisitos técnicos mínimos como: enquadramento adequado e uma boa composição. A qualidade dos equipamentos também conta. Certifique-se de que a sua câmera ou o seu smartphone atendam aos padrões exigidos e invista em acessórios que possam ajudar a incrementar suas fotos, como lentes e tripés. Os sites costumam ter uma descrição sobre o que esperam dos fotógrafos.

Ao enviar as fotos, o material passa por uma análise e pode ser rejeitado. Isso não significa que todos os sites rejeitariam a mesma foto. Para submeter o material, é necessário preencher um cadastro e confirmar seu e-mail. Em geral, os sites exigem a idade mínima de 18 anos. O pagamento é feito por meio de PayPal e liberado após atingir o limite mínimo para saque que varia conforme o site.

Governo Novo 2020

Para quem você vai fotografar?

Pesquisar e aprender sobre o tipo de público para o qual você está trabalhando também pode facilitar na hora de produzir imagens. Grande parte das fotos existentes nesses sites são compradas, por exemplo, por agências de comunicação, produtores de conteúdo web, editoras e empresas em geral que precisam de imagens para divulgar as suas marcas.

Para vender na Internet hoje em dia é preciso se diferenciar. Portanto, use sua criatividade na hora de fotografar. A seguir, o TechTudo preparou uma lista com oito sites para você começar a vender as suas fotos online.

1. Adobe Stock

Um dos mais famosos bancos de imagens, o Adobe Stock conta com um acervo de mais de 100 milhões de fotos. A plataforma oferece uma comissão de 33% por cada foto vendida. Um dos atrativos para fotógrafos é que o site faz upload de mídia diretamente nos aplicativos de criação da família Adobe, como Lightroom Classic CC, Bridge, Premiere e Photoshop. A plataforma também costuma investir em novos recursos no site para uma melhor experiência do usuário.

 
O Adobe Stock é um dos bancos de imagens mais procurados pelas empresas — Foto: Reprodução / Adobe Stock

O Adobe Stock é um dos bancos de imagens mais procurados pelas empresas — Foto: Reprodução / Adobe Stock

2. Alamy

O Alamy adiciona diariamente cerca de 100 mil novas imagens provenientes de 173 países. O pagamento de royalties aos fotógrafos chega a 50% para fotos exclusivas. Além de altas comissões, outro diferencial é que estudantes ficam com o valor integral da venda das fotos nos dois primeiros anos de parceria.

 
Alamy não cobra percentual de venda dos estudantes nos dois primeros anos — Foto: Reprodução / Alamy
 

Alamy não cobra percentual de venda dos estudantes nos dois primeros anos — Foto: Reprodução / Alamy

3. 123RF

A 123 RF é uma agência que conta com cerca de 100 mil colaboradores. A empresa paga comissões que variam entre 30% a 60%, dependendo da quantidade de fotos compradas. O blog da 123RF ainda conta com dicas e tutoriais sobre tratamento e edição de imagens.

 
Grandes empresas do setor de tecnologia estão entre os clientes da agência — Foto: Reprodução / 123RF

Grandes empresas do setor de tecnologia estão entre os clientes da agência — Foto: Reprodução / 123RF

4. Can Stock Photo

O Can Stock Photo também é uma agência com mais de 85 mil colaboradores e responde em até 24 horas, caso o fotógrafo seja aprovado após a submissão de imagens para análise. É possível ganhar até 50% em royalties no site, e o dinheiro pode ser retirado via PayPal assim que o saldo da conta do usuário atingir US$ 50. Caso você indique outro fotógrafo, você ganha US$ 5 a cada 50 fotos que ele vender.

 
Indicação de amigo fotógrafo vale aumento da comissão no Can Stock Photo — Foto: Reprodução/ Can Stock Photo

Indicação de amigo fotógrafo vale aumento da comissão no Can Stock Photo — Foto: Reprodução/ Can Stock Photo

5. Dreamstime

O Dreamstime tem 120 milhões de fotos no banco e mais de 500 mil colaboradores. O site paga comissões entre 20% e 50% por imagem baixada no site. Além disso, a plataforma oferece um adicional de 10% para fotos exclusivas.

 
Dreamstime tem 128 milhões de imagens em seu site — Foto: Reprodução / Dreamstime

Dreamstime tem 128 milhões de imagens em seu site — Foto: Reprodução / Dreamstime

6. FineArt America

Esse site é voltado para fotógrafos que desejam vender fotografias impressas, em postêres ou porta-retratos. Um dos atrativos, é que a plataforma se aproxima da fotografia artística autoral e independente. O site, que exibe outros trabalhos como pintura, ilustração e arte digital, também funciona como uma galeria de exposição e um local de troca de experiências entre os artistas.

 
Para quem quer investir na fotografia autoral, o Fine Art America é perfeito — Foto: Reprodução / Fine Art America

Para quem quer investir na fotografia autoral, o Fine Art America é perfeito — Foto: Reprodução / Fine Art America

7. Photo Shelter

O Photo Shelter permite que o fotógrafo "construa" um site para vender suas fotos dentro da própria plataforma, o que oferece mais visibilidade ao trabalho. Você também pode definir o preço das imagens e a comissão pode ser de até 85% em cima do valor da foto. Para isso, é preciso ter um plano de assinatura que pode custar de U$ 10 a U$ 50 por mês. Caso queira experimentar o serviço, é possível fazer um período de teste gratuito.

 
Photo Shelter permite que o usuário vendas fotos a partir do seu próprio site criado na plataforma — Foto: Reprodução / Photo Shelter

Photo Shelter permite que o usuário vendas fotos a partir do seu próprio site criado na plataforma — Foto: Reprodução / Photo Shelter

8. Shutterstock

O Shutterstock figura entre os mais tradicionais sites para vender e comprar fotos. Cada imagem pode ter um rendimento que varia entre 20% e 30% de comissão. Em relação aos outros sites, esse é o mais exigente para aprovação: é preciso enviar 10 fotos para análise. De acordo com o serviço, nos últimos 15 anos, o site já repassou um bilhão de dólares à comunidade de colaboradores.

 
O site Shutterstock afirma que a empresa já pagou mais de 500 milhões de dólares aos colaboradores — Foto: Repodução / Shutterstock

O site Shutterstock afirma que a empresa já pagou mais de 500 milhões de dólares aos colaboradores — Foto: Repodução / Shutterstock

*Redação Alagoas Alerta com TechTudo