Aguarde. Carregando informações.
MENU

Domingo, 25 de agosto de 2019 | TEMPO: PARCIALMENTE NUBLADO

TELEVISÃO

Dono da RedeTV! esculacha ‘estudantes’ e diz que eles querem ‘maconha livre e grátis’

Dono da RedeTV! esculacha ‘estudantes’ e diz que eles querem ‘maconha livre e grátis’

(Imagem: RedeTV! / G1 / Fernando / Montagem)

Nesta quarta-feira, 16 de maio, o apresentador Marcelo de Carvalho acabou provocando grande polêmica na internet ao comentar as manifestações que tomaram conta do país. Milhares de pessoas se posicionaram contrárias à redução da verba destinada à educação, que pode passar a valer a partir do segundo semestre.

Em tweets, no entanto, o ex-marido da apresentadora Luciana Gimenez, criticou os estudantes. Ele chegou a dizer que os manifestos eram para pedir maconha grátis e legalizar a droga, hoje ilícita em todo o país.

Veja abaixo a publicação de Marcelo de Carvalho que está provocando polêmica na internet e dividindo opiniões:

Marcelo de Carvalho
 
@MarceloCRedeTV
 

Para não deixar os “ movimentos sociais”( sinônimo de PSOL, PCdoB, PT e outros)continuarem a gerir a greve dos “ estudantes” e acabar com ela bastaria propor uma pauta positiva e do agrado deles :

Marcelo de Carvalho
 
@MarceloCRedeTV
 

1. Maconha livre e grátis
2. Abolição das listas de presença e faltas
3. Fim das provas e exames
4. Passe livre para as passeatas GLBTZ e “ Lula Livre”
5. Ninguém nunca se formaria nem precisaria trabalhar

 
900 pessoas estão falando sobre isso
 
 

Algumas pessoas lembraram que muitos alunos estavam na manifestação realmente querendo uma melhor educação e pediram que o apresentador da RedeTV! não causasse uma generalização sobre os fatos. 

“Existem alunos … Eu sou uma aluna TB e estes que vc citou mas tem os militantes são estes o problema. Estudantes ñ colocam fogo em ônibus militantes sim. Estudantes ñ enfiam coisas em seus orifícios e andam nus gritando. A ordem cedo dormem tarde e moram em repúblicas”,  disse um dos internautas. 

No Rio de Janeiro, o protesto que caminhava para ser pacífico terminou com confusão entre manifestantes e a polícia, um ônibus acabou sendo incendiado.

O confronto aconteceu por volta das 19h20, próximo ao Campo de Santana, quando o ato convocado por centrais sindicais, partidos de esquerda e organizações estudantis começava a dispersar. Segundo os policiais, manifestantes lançaram rojões e fogos de artifício contra eles.

*1News

Comentários