Aguarde. Carregando informações.
MENU

Quinta-Feira, 09 de julho de 2020

Alagoas

Renan Filho apresenta análise da semana epidemiológica e divulga novas medidas para flexibilização do isolamento social

Renan Filho apresenta análise da semana epidemiológica e divulga novas medidas para flexibilização do isolamento social

(Imagem: Reprodução)

O governador Renan Filho realizou transmissão ao vivo nesta terça-feira (30) para falar sobre o avanço da pandemia em Alagoas e também sobre o novo decreto que deve ser publicado ainda hoje e traz novas medidas para flexibilização do isolamento social. 

Renan Filho informou que a capital alagoana irá avançar da fase vermelha para a laranja, levando em conta a queda no avanço da pandemia no estado. Por sua vez, o interior ainda segue na fase vermelha para que a gestão possa ampliar ainda mais o suporte para atendimento da população. 

O governador ainda destacou que esse momento é de muita importância e também de muita atenção, sendo necessário que a população e o comércio tenham o compromisso de seguir as medidas de prevenção, pois caso haja um retrocesso dos resultados, o isolamento mais rígido poderá ser retomado. 

"Há claramente uma evolução na capital. Uma redução no número de mortes e uma ampliação na capacidade de atender a população. Isso por um lado, foi muito importante", explicou Renan Filho. O gestor ainda comentou sobre a participação da população no cumprimento do isolamento social e destacou importância desse empenho.

Três segmentos serão o foco dessa primeira flexibilização, sendo eles: lojas ou estabelecimentos de rua com até 400 m² (quatrocentos metros quadrados); salões de beleza e barbearias e templos, igrejas e demais instituições religiosas, funcionando com 30% (trinta por cento de sua capacidade). 

Valendo destacar que as lojas de shopping com 400m² não estão sendo contempladas nesta fase. Além disso, a proibição de atividades nas orlas marítima e lagunar da capital continua mantida pelo decreto de emergência da Prefeitura de Maceió, que tem validade até o dia 2 de julho. 

Durante a transmissão, primeiro foram explicados os indicadores que estão sendo levados em conta no processo de flexibilização do isolamento social e na criação da Matriz de Risco e dentre eles são: a utilização da capacidade hospitalar instalada, a evolução epidemiológica e a taxa de evolução do novo coronavírus no estado. 

*Redação Alagoas Alerta