Aguarde. Carregando informações.
Internacional

Califórnia: Eleitores decidem nesta terça-feira se mantém o governador no cargo até o fim do mandato

Califórnia: Eleitores decidem nesta terça-feira se mantém o governador no cargo até o fim do mandato

(Imagem: Reuters/Mario Anzuoni)

Os eleitores do estado da Califórnia, nos Estados Unidos, votam nesta terça-feira (14) se vão revogar o mandato do atual governador, Gavin Newsom, ou se vão mantê-lo no poder.

Newsom está em seu primeiro mandato. Ele já havia sido prefeito da cidade de San Francisco.

Ele é tido como uma pessoa popular na maior parte dos estados liberais dos EUA. Se os eleitores decidirem encurtar seu mandato, isso pode representar um risco para o Partido Democrata –em 2022 há eleições para renovar o Legislativo do país.

Pelas regras da Califórnia, é preciso um abaixo-assinado com 15% dos eleitores da última votação para convocar uma eleição de “recall”.

A campanha para revogar o mandato de Newsom ganhou força com os conservadores, que discordam de políticas sobre direitos dos LGBTQI+, crime e imigração. Eles ficaram ainda mais contrariados com a gestão da pandemia (escolas foram fechadas e há obrigatoriedade de máscaras e vacinas).

Acredita-se que Newsom quer, em algum momento, concorrer ao cargo de presidente.

As últimas pesquisas mostram que ele tem apoio para continuar. A Universidade da California em Berkley publicou uma pesquisa que mostra que ele tem mais de 60% de apoio.

Na votação antecipada, os democratas compareceram com mais de o dobro de votos dos republicanos.

Entenda por que há eleição de 'recall'

As regras eleitorais da Califórnia permitem esse tipo de "recall" –recentemente, houve mudanças na legislação que facilitaram a convocação desse mecanismo: é preciso reunir o equivalente a 12% dos eleitores que participaram da última votação.

Para a chamada pública de Newsom, foi necessário reunir a assinatura de 1,5 milhão de eleitores (a Califórnia tem 40 milhões de habitantes).

Newsom venceu em 2018. Ele obteve quase 62% dos votos sobre John Cox, que recebeu 38%. O resultado não surpreendeu, pois a Califórnia tem uma tendência de esquerda na política americana. Os membros do Partido Democrata superam os do Republicano em uma proporção de dois para um.

*G1