Aguarde. Carregando informações.
MENU

Segunda-Feira, 20 de maio de 2019 | TEMPO: PARCIALMENTE NUBLADO

Geral

Flávio Moreno, presidente do PSL/AL, cria o Departamento de Defesa dos Animais

Flávio Moreno, presidente do PSL/AL, cria o Departamento de Defesa dos Animais

(Imagem: Assessoria)

O  Policial Federal, Flávio Moreno,  presidente do partido de Bolsonaro, defensor da causa animal, vê que em Maceió e em todo Estado são poucas as ações do poder público para o cuidado dos animais, em especial os domésticos, gatos e cachorros. “No Brasil, temos mais de 30 milhões desses animais abandonados, não existe uma política de incentivo à adoção, castração, inibição aos mal tratos e tratamento para evitar a proliferação de doenças”, diz Flávio Moreno.

Em reunião durante a semana, com Geraldinho Motta e José Laerson, conhecido como Comendador da Causa Animal, o Policial Federal Flávio Moreno foi enfático em afirmar a necessidade de políticas públicas voltadas para o setor: “cuidar da causa e direitos dos animais é cuidar do Meio Ambiente e da família. Vamos buscar envolver mais o Governo Federal nessa causa. Estamos encaminhando projetos nesse sentido. Criar o Departamento de Defesa Animal no PSL é o primeiro passo”. Conclui, Moreno.

Relevância

Em 1983, um estudo do FBI indicou que em 88% das famílias com relatos de abuso sexual infantil, pelo menos uma pessoa tinha abusado de animais.
O New Jersey Estudo também constatou que, em 2/3 destes casos, o pai abusivo tinha ferido ou matado um animal de estimação e, em 1/3 dos casos, as crianças também eram agressoras de animais.
Esses exemplos ilustram uma macabra conexão entre a crueldade oferecida aos animais e a violência contra as pessoas, e autorizam especialistas como Allen Brantley, do FBI, a afirmar que maltratar um animal nunca é apenas um fato lamentável, mas sim um sério alerta de perigo.
Segundo o FBI , 80% dos “Serial Killers” começam sua vida de crimes matando animais.
Crime contra os animais não são eventos isolados. Peritos do FBI aconselham todos os órgãos competentes a compartilharem informações do caso. Uma abordagem global da cooperação da família, o apoio da escola e de aconselhamento por um Psicólogo ou Assistente Social e fundamental.

*Redação Alagoas Alerta com Assessoria

Comentários